Betrand “ElkY” Grospellier é uma daquelas personalidades que estão na mídia há muito tempo. Se você é fã de esportes eletrônicos ou poker, então provavelmente conhece o francês de longa data. Afinal, o francês embaixador do partypoker se tornou famoso no início da década de 2000 como um jogador de StarCraft (SC) e anos depois virou um dos melhores de sua geração no poker.

É impressionante a longevidade de ElkY no que diz respeito a competência e sucesso pois o jovem francês está há quase 20 anos sendo um dos melhores no que faz. E essa longa trajetória é pauta para muitas histórias e fatos relevantes.

Os primeiros anos e a mudança para Coréia do Sul

O StarCraft era inicialmente dominado pelos sul-coreanos, mas ElkY foi um dos primeiros europeus a competir em alto nível contra os jogadores asiáticos e a mostrar que os estrangeiros também podem brigar por grandes conquistas.

Após visitar o país em 1999 e 2000, ele se mudou para a capital Seul em 2001 para tornar o StarCraft sua principal profissão. Numa época em que o e-sports ainda não era muito popular, mudar para a Coréia do Sul era uma das poucas maneiras de fazer a vida jogando videogame.

Ao todo, ElkY morou por seis anos na Coréia do Sul, aprendeu o idioma local e virou um ídolo no leste asiático. Ao lado de Guillaume “Grrrr...” Patry, se tornou o estrangeiro mais bem-sucedido do StarCraft na Coréia do Sul.

A maior façanha de ElkY no e-sports veio em 2002, quando ele atingiu à semifinal do importante torneio SKY OSL e só saiu da competição após ser derrotado pela lenda sul-coreana “BoxeR”. A participação nesse evento resultou numa projeção mundial para o francês no ramo dos games.

ElkY jogou pelo AMD Dream Team durante a maior parte de sua carreira profissional e chegou a ser companheiro de time de Patry. Além das competições pelo time sul-coreano, ElkY também representou a França em quatro edições diferentes do World Cyber Games (WBC) — torneio que é considerado as “Olimpíadas do videogame”.

Um dos grandes resultados de ElkY veio no WBC de 2001, quando ele ficou em segundo representando a seleção francesa no campeonato sediado em Seul. Talvez o principal título da carreira do francês aconteceu dois anos depois (2003) ao vencer o Euro Cyber Games em Paris.

Transição para o poker

ElkY parou de se dedicar integralmente ao StarCraft em 2006 — ano em que se tornou profissional no poker. As viagens para torneios e treinamentos no poker tiraram o tempo que era voltado aos esportes eletrônicos.

A transição para o poker foi bem natural. ElkY não demorou muito para dominar no online e depois se destacar no ao vivo. Em 2008, dois anos após começar a carreira profissional no poker, ele ganhou seu primeiro grande torneio ao conquistar US$ 2 milhões nas Bahamas.

ElkY acredita que os jogadores de StarCraft têm uma facilidade para se adaptar ao poker. “Há muitas habilidades do StarCraft que podem ser utilizadas no poker. Primeiro, é preciso ter muita disciplina para ser um competir de nível mundial. A força de vontade, a habilidade de jogar sob pressão e força mental também são pré-requisitos em comum. Acredito que os jogadores de elite do SC poderiam facilmente fazer a transição para o poker”, completa o francês.

Com pouco mais de 10 anos dedicados ao poker, ElkY é considerado um dos maiores franceses da história das cartas.

Após quase uma década longe da cena profissional dos esportes eletrônicos, ElkY voltou em 2015 para integrar ao time da Team Liquid e disputar alguns campeonatos do jogo Hearthstone.

Com uma carreira tão espetacular no StarCraft e no poker, é fácil entender porque ElkY é uma das personalidades mais consagradas do esporte moderno. Uma trajetória que fica ainda mais impressionante pelo fato de que ele ainda tem apenas 37 anos.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.