A Finlândia é um país que no inverno as temperaturas negativas ditam o padrão dos dias e noites. Isso impossibilita e prática de esportes ao ar livre e faz com que o poker seja ainda mais apreciado e popular nos clubes e salões.

Nesse país nórdico, a tradição nas mesas é grande e os finlandeses já construíram uma reputação de muito respeito em uma história que une o passado e o presente.

Joni Jouhkimainen representa o poker finlandês da atual geração

Um dos maiores destaques da nova geração finlandesa é Joni Jouhkimainen. Aos 27 anos, o competidor da capital Helsinki tem um currículo de grandes feitos no poker. Conhecido no online do partypoker como “JJouhk”, ele faz parte da nova geração de jogadores que focam na parte analítica das cartas para conseguir vantagem sobre os oponentes.

A mentalidade matemática é parecida com a de outros grandes da nova geração, como o também embaixador do partypoker Fedor Holz. O alemão utiliza essa abordagem desde o início da carreira e é visto como uma referência nisso.

Novo na ala de embaixadores do partypoker, Jouhkimainen entrou para o time no início de 2018. “Me agrada muito todo esforço que o partypoker tem feito recentemente para dar prioridade aos jogadores”, disse o finlandês após entrar para o time.

Jouhkimainen está há muito tempo no cenário do poker mundial, e todos do mundo das cartas conheceram o nome desse finlandês quando ele terminou 2013 no top 20 do ranking mundial do Global Poker Index (GPI). Naquela temporada, ele ficou à frente de nomes conhecidos como Stephen Chidwick, Jason Koon, Adrian Mateos e tantos outros.

A lista de conquistas de Jouhkimainen inclui vitórias na Estônia, Inglaterra, Portugal e outros lugares, mas nenhum lugar é tão especial para ele quanto a Finlândia. São sete conquistas no seu país natal e isso o coloca como um dos maiores vencedores finlandeses de todos os tempos.

A maior vitória da carreira de Jouhkimainen aconteceu em 2012, em Portugal, quando venceu o European Masters of Poker IV.

Os números são um grande de Jouhkimainen não só na mesa, como também para mensurar sua gloriosa carreira. Ele aparece entre os seis competidores mais lucrativos da história da Finlândia com US$ 2,4 milhões — atrás apenas de Kimmo Kurko, Jens Kyllönen, Jani Sointula, Juha Helppi e Patrik Antonius, respectivamente.

Os antigos finlandeses que pavimentaram o caminho do sucesso

Jouhkimainen ainda tem muito tempo de poker pela frente e talvez ele consiga ultrapassar o legado da lenda Antonius. Em 15 anos de carreira profissional, ele é o finlandês mais bem-sucedido da história do país com inúmeras conquistas.

A trajetória de Antonious ajudou a colocar o poker finlandês no mapa, e ele faz parte da geração que veio antes de Jouhkimainen. Aos 37 anos, no entanto, Antonious segue em ótima forma — neste ano ele já conseguiu cinco resultados top 10.

Helppi e Sointula são outros dois finlandeses que representam a “velha” geração de sucesso do poker no país nórdico. Eles ocupam a segunda e terceira posição no ranking dos mais bem pagos da história da Finlândia e também ajudaram a colocar a bandeira finlandesa em evidência nesse esporte.

Futuro otimista

A Finlândia tem apenas 5 milhões de habitantes, mas isso não é problema para um lugar que segue colocando seus competidores na elite do poker europeu. Com Jouhkimainen e outros como Kyllönen e Aku Joentausta liderando a nova formada de competidores talentosos, esse país ainda deve seguir no topo do poker por muito tempo.

Com essa nova geração seguindo os passos vitoriosos da última, a Finlândia tem tudo para seguir disputando de frente com Dinamarca e Suécia para o posto de melhor país nórdico no poker.

Compartilhe.

Comentários estão fechados.